AVISOS

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Sentimento mais nobre‏


"Só compreendemos a alegria quando encaramos a tristeza; só entendemos a fé, quando ela é testada; só compreendemos a paz, quando em meio aos conflitos; só compreendemos o amor, quando o perdemos; só entendemos a esperança, quando ela é confrontada com dúvidas." (Bárbara Johnson)

O amor é o sentimento mais nobre e sublime herdado pelo ser humano, criado à imagem e semelhança do Criador. O mundo fala de amor, mas desconhece seu real significado. Só quem vive em intimidade com Deus entende um pouco do belo conteúdo desse sentimento singular. Uma das lindas expressões do amor é o sentimento da mulher e do homem que se casam no Senhor. Porque foi Deus quem plantou no coração de um e do outro a semente do legítimo amor. Conflitos e dificuldades acontecem. Ninguém é imune aos problemas da vida, mas o amor que se origina em Deus inspira respeito, renúncia, humildade e apoio mútuo que levam à vitória.
Um casal separou-se. Perguntada a respeito das causas do desacerto matrimonial, a mulher respondeu: “o amor acabou”. Entretanto a Bíblia afirma: “o amor jamais acaba” (1 Cor 13,8). Não acaba na extensão, nem na intensidade. Ele renasce das próprias cinzas, ele se renova na sua fonte suprema, o amor de Deus. A beleza física é insuficiente para sustentar o amor conjugal. O amor envolve consideração, confiança recíproca e respeito mútuo. Quem ama, mantém-se fiel. Infidelidade significa desrespeito para com o companheiro (a) e aponta para a falta de amor.
A mídia hoje estimula a infidelidade. O mundo ridiculariza quem permanece fiel. As celebridades agem movidas tão somente por interesses carnais, materiais, sociais. E muita gente as elege como modelo e padrão.

“As muitas águas não podem apagar o amor, nem os rios afogá-lo”. (Cn 8,7)
Pr Iomael Sant’Anna

Em Cristo,
MCA da Igreja Batista Monte Tabor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens recentes

Precisando conversar? Estamos aqui!