AVISOS

terça-feira, 8 de junho de 2010

O Que é uma Mulher Piedosa

http://3.bp.blogspot.com/_AouGIgkfYcs/S4bR4c4VhLI/AAAAAAAAAFw/h4FMVveyfwA/S760/6518924.jpg

Retirado do livro: OS PASSOS DA MULHER QUE SERVE A DEUS

Freqüentemente ouvimos a expressão "homem de Deus". Raramente ouvimos "mulher de Deus"; mas, hoje em dia, existe extrema necessidade de mulheres piedosas, que sejam capazes de ensinar por meio do exemplo.
O Movimento Feminista tem procurado nos convencer de que não é suficiente ser esposa e mãe. As feministas estão convencidas de que não podemos encontrar realização dessa maneira. Eu discordo e digo que podemos, com muito menos desgaste e pressão do que lutando por uma carreira profissional.
O humanismo secular nos diz que devemos isso a nós mesmas, quer dizer, realizar cada capricho e desejo.
Porém, a mulher piedosa tem aprendido que o verdadeiro Cristianismo é simplesmente a arte de amar. Ela desenvolve o controle do Espírito, relacionamentos cheios de amor e uma nova natureza, justa e verdadeira. Ela age numa atitude de auto-sacrifício para realizar estes relacionamentos
O fruto do Espírito, caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança... está evi­dente em sua caminhada diária (Gl 5.22,23).
O Corpo de Cristo necessita desesperadamente de mulheres que aprenderam devoção aos pés de Jesus, para servirem de modelo às jovens. Precisamos de mulheres capazes de ensinar através de palavras e do exemplo, por­que muitas jovens senhoras não têm recebido um bom exemplo em seus lares.
Precisamos produzir não somente boas mulheres, mas mulheres espirituais e mesmo supermulheres.
Eu sempre pensei que Provérbios 31 descrevia uma supermulher. Como é que nesse planeta uma mulher poderia fazer tudo que essa mulher fazia? Ela não era uma pessoa normal, isso é certo. Todas as coisas descritas naqueles versículos estão centralizadas na organização, manutenção, ampliação e embelezamento de sua casa e no seu relacionamento com o marido e com os filhos. Ela era boa negociante, e tudo o que pegava para fazer, fazia bem feito. O versículo 18 diz: Prova e vê que é boa sua mercadoria.
Sua auto-estima devia ser boa, e o mais interes­sante para mim é que ninguém parece ter saído do seu caminho para ajudá-la a construir sua auto-estima. Ela a construiu a partir de quem ela era e do que fazia com sua vida (o que fazemos com nossa vida é resultado de quem nós somos).
Tomando os pontos principais do último capítulo, vejamos se a mulher de Provérbios preenche os passos listados lá.

Beleza
Ela irradia beleza (v. 22). Veste-se de linho fino e de púrpura e se cobre com ricas tapeçarias. Mais do que isso, o versículo 21 diz que ela não se limita em se tornar bonita, mas veste toda sua casa com tom escarlate. O vermelho representa salvação. Ela sai e veste todos à sua volta com a salvação.
Ela não se satisfaz em ser normal ou regular. Eu desa­fio você também a ser única. Você pode não ter vocação para ser corretora de imóveis ou fabricante de roupas, mas Deus tem um lugar no corpo de Cristo para você. Não tente ser alguém que você não é, mas encontre seu espaço e ocu­pe-o bem.

Compromisso

O compromisso implica honrar e dar pleno valor. O v. 11 diz: O coração do seu marido está nela confiado. O v. 12 diz: Ela lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida. Ela lhe tem dado um compromisso para toda a vida.

União

O v. 11 diz que seu marido não tem falta de nada. Entre outras coisas, isso simplesmente significa que seu marido não irá "sair da linha", porque está satisfeito com sua sexualidade. Ele sabe que pode contar com ela, honrando sua união, e por isso ele tem paz e um profundo contentamento interior.

Fertilidade
O v. 28 diz: Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aven­turada... O v. 15 diz que ela dá mantimento àqueles ao seu redor todo o tempo. Pelo v. 16, sentimos que ela é capaz de fazer julgamentos espirituais e negocia (batalha espiritual) para pro­duzir frutos... planta uma vinha com o fruto de suas mãos.

Unidade

Existe unidade no casamento dessa mulher? Sim, pois Conhece-se o seu marido nas portas ...(v. 23). O portão é onde os anciãos se reúnem para governar. Seu marido pode governar, porque ela o libera para sentar no portão. Ela não está exigindo a atenção dele para satisfazer suas necessidades. Ela é aperfei­çoada na unidade do lar e capaz de funcionar independente­mente de seu marido, mas em unidade com ele. Eles estão em unidade naquilo que ela está fazendo, porém, sua segurança emocional não depende da presença dele.

Relacionamento Aprovado
O v. 11 mostra um relacionamento aprovado. O coração de seu marido está nela confiado... Ele está contente, em paz e seguro com ela.
Ela está vivendo uma vida plena. Tem liberdade e confiança para tomar decisões sobre importantes negócios Ela deve sentir alegria porque seu marido a abençoa e louva e seus filhos se levantam e a chamam de bem-aventurada. O v. 25 diz: ...ri-se do dia futuro
A mulher de Provérbios é capaz de fazer todas as coisas que faz por causa de algumas características espirituais que desenvolveu. O v. 17 diz: Cinge os seus lombos de força, efortalece os seus braços. Em Provérbios, a mulher é quem é porque a força e a glória são os seus vestidos... (v. 25). O v. 26 diz: Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.

Força
Ela é forte. Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços (versículo 17). De onde vem sua força? Em Dt 33.25 lemos: O ferro e o metal será o teu calçado; e a tua força será como os teus dias.
Esta força vem de Deus para nós. Nós a recebemos da fonte de todo o poder. Ela supre todas as nossas necessi­dades de força: espiritual, emocional, mental, física e financeira.


Honra
A honra emana da humildade. Se somos humildes, a honra virá até nós. Em Is 58.13 diz que devemos parar de buscar nosso próprio prazer e honrar ao Senhor, não se­guindo nossos caminhos, nem pretendendo fazer nossa própria vontade e nem falando nossas próprias palavras. Devemos ser humildes diante do Senhor. O v. 14 diz que Ele então nos honrará.
Em Tiago 4.10 e 1 Pedro 5.6 diz que se nos humi­lharmos debaixo da Sua mão, Deus nos exaltará no devido tempo.
Em 1 Pedro 5.5 diz: ...e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Em Provérbios 31 fala-se da força e honra como roupas. Podemos nos cobrir de força e honra e essas qualidades cobri­rão nossa nudez espiritual. Elas constituem o vestuário que pode cobrir nossa natureza pecaminosa e nos tornar bonitos para sempre.

Sabedoria
De onde vem a sabedoria? De onde ela tirou a sabe­doria que vem da sua boca? Pv. 15.33 diz: O temor do Senhor é a instrução da sabedoria... Tg 1.5 diz: E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, eser-lhe-á dada. Se você tiver isso, a sabedoria se mostrará em suas conversas. Mt 12.34 e 37: pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. Porque por tuas pala­vras serás justificado e por tuas palavras serás condenado.
A sabedoria sé mostrará, como conseqüência, quando os frutos do Espírito se manifestarem em sua vida.
A sabedoria flui do nosso temor do Senhor e de como permitimos o fruto do Espírito se manifestar em nossas vidas. A sabedoria flui (ou transborda) da abundância do coração que tem alimentado os frutos do Espírito.

Bondade
Ela desenvolveu as características da bondade. Cl 3.12 diz que devemos nos revestir de bondade. Algumas coisas, Deus diz que devemos fazer por nós mesmos. É nossa escolha ser bondosos ou não. É uma escolha que devemos fazer diariamente e talvez a cada minuto. Somos o resultado das escolhas que fazemos. Escolhemos ser generosos, não nos entregando às frustrações, raiva, ciúme ou teimosia.
Aqui devemos notar que generosidade é um atributo de Deus. Ne 9.17 diz: ...porém tu, ó Deus per doador, clemente e misericordioso, tardio em irar-te, e grande em beneficência...
Se nós somos generosos, somos semelhantes a Deus.
O Senhor requer de nós a generosidade. Mq 6.8 diz: Ele te declarou, ô homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a beneficência, e andes humildemente com o teu Deus? Poderíamos escolher ser malvados, desagradando e falhando com o Senhor.


Outras Características
Esse capítulo de Provérbios nos fornece outras caracte­rísticas de uma mulher de Deus. Enquanto as relaciono aqui, verifique e veja quantas você pode encontrar em sua vida.

Virtude (w. 10,12)
Uma mulher virtuosa é uma mulher de força e de caráter. Podemos contar com seu comportamento correto. Seu caráter manifesta bondade.

Confiabilidade Moral (v. 11)
Ela é verdadeira para com seu marido e ele pode confiar que ela sabe o que é certo e o que é errado e escolhe fazer o que é certo.

Diligência (w. 13,14,18)
Não encontramos preguiça nela. Ela se esforça para cumprir os objetivos e supre as necessidades da sua família.

Atitudes de generosidade e cuidado com outros (v. 15)
Ela pensa nas necessidades de outros com consideração e altruísmo.

Habilidade nos negócios (vv. 16,17) Força (v. 17)
Compaixão (v. 20)
Ela oferece sensível ajuda àqueles em necessidades. Ela é afetuosa e amável.

Espiritualidade (v. 30)
Ela teme a Deus e vive sua vida à luz desse temor e reverência.
Muitas mulheres têm feito as coisas direito, porém ela excede a todas as outras. Ela pode perceber o que não se vê e interpretar o que não foi dito. Ela vê a implicação de seus próprios atos e dos outros. Uma mulher que possui essas qualidades tem um grande dom para passar para suas filhas.
Podemos dizer que o que uma mulher piedosa faz e que portanto emana de seu caráter é o que mostra quem ela é.

Em Cristo,
MCA da Igreja Batista Monte Tabor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens recentes

Precisando conversar? Estamos aqui!